É possível aplicar a metodologia de T.P.M. em uma ETE – Estação de Tratamento de Efluente?

Primeiro seria interessante explicar um pouco sobre esta metodologia para quem não tem familiaridade. O TPM (Total Productive Maintenance) é uma metodologia baseada em 8 pilares, com o objetivo de diminuir custos logística e melhoria de performance, reduzindo as paradas de produção, defeitos, manutenção corretiva e tempo na operação.
 
Pelo fato de olhar o processo de tratamento de efluente de uma maneira similar ao de uma manufatura, acreditamos e temos experiência de que esta metodologia possa ajudar muito uma ETE ou a área de utilidades, garantindo a melhoria contínua, gestão de performance, redução de paradas, conhecimento detalhado dos equipamentos pelos operadores e principalmente despertar o senso de propriedade.

Leia também: Terceirizar ou não minha ETE?
 
Outro fator que torna a implantação do TPM em uma ETE interessante é o fato de demonstrar as demais áreas que se uma área que indiretamente não tem contato com o produto final consegue realizar a implantação desta ferramenta, todas as demais áreas também podem e devem seguir esta metodologia.
 
Gestor, o que você acha de implementar esta metodologia em sua área e se tornar referência em sua empresa?
 
A PACHA Ambiental utiliza e recomenda o uso desta ferramenta assim como todas ferramentas de melhoria contínua e performance de processos.

Gostou do conteúdo?
Deixe o seu comentário!

Sobre nós

Temos como propósito de apoiar no gerenciamento técnico e tecnológico todo ciclo de água e efluente, reduzindo os custos operacionais, garantindo e melhorando sua performance e minimizando os impactos ambientais

Outros artigos...

Curta a nossa Fanpage

Baixe o nosso e-book gratuito sobre Sistema de Iodos ativados!